Artigos

Lutamos o
bom combate

Meus amigos brasileiros: eu venho até vocês para anunciar a retirada da minha pré-candidatura à Presidência da República. Não com tristeza, mas com a alegria pela sensação de ter cumprido meu dever como cidadão e apaixonado pelo Brasil.

Eu e o meu partido, o PRB, entendemos que o País passa por um momento sensível e não pode flertar com candidaturas de extremos. Por isso torna-se fundamental que as forças de centro se unam nesse momento crítico ao futuro do nosso país.

Ao olhar pra trás, não faria nada de diferente do que fiz. Sempre fui um crítico do empresário-moita, aquele que se acovarda, que nunca sai do conforto de sue empresa e vida familiar, por isso não me sentiria em paz comigo mesmo se tivesse me omitido neste momento crucial do Brasil. Fiz a minha parte e saio do processo eleitoral com a firme convicção de que me lançar neste projeto foi uma decisão acertada.

Agradeço a todos as inúmeras e entusiasmadas manifestações nos últimos meses. A todos os cantos do nosso país levei minha mensagem de que o Brasil pode dar certo e que podemos ser felizes através do liberalismo e empreendedorismo. Por isso abri mão da minha carreira empresarial e do conforto familiar para discutir com todos vocês as minhas ideias para um país mais eficiente e mais justo com os 98% das pessoas que suam a camisa todos s dias.

Nada disso foi em vão!

Estou convicto de que ajudei a inspirar aqueles que produzem, ou que desejam produzir, e que nós podemos ser protagonistas desta luta política que não se esgota nesta eleição, mas apenas começa.

Apresentei ao País uma agenda verdadeiramente liberal na economia e voltada à modernização do nosso sistema de governo.

Mostrei que não existe melhor programa social que o emprego e uma vida econômica autônoma para cada um dos brasileiros.

A retirada da pré-candidatura não significa a minha retirada da vida pública. Muito pelo contrário! Minha iniciativa segue ainda mais firme e estou certo que de poderei, junto com o PRB, contribuir para a discussão que se seguirá.

Vejo no horizonte um Brasil verdadeiramente liberal, aquele vislumbrado no Movimento Brasil 200, que me orgulho de ter fundado e que continuaremos crescendo. Através do Movimento Brasil 200 continuarei combatendo o bom combate.

Gostaria de agradecer à minha família, amigos, aos 40 mil colaboradores de minha empresa, ao PRB, um grande partido que me acolheu, e principalmente a todos vocês que me abraçaram nessa jornada, todo apoio recebido. Muito obrigado!

Não mais como pré-candidato mas como brasileiro apaixonado pelo nosso país, afirmo: O país não pode errar.

Um grande abraço!

«   Voltar